sábado, 20 de junho de 2009

CUBA - 5 heróis. A luta continua.

Intelectuais de Cuba pedem aos intelectuais dos Estados Unidos difundir a verdade sobre os 5 Patriotas.  .
Agência France Press.  .
HAVANA.  .

Intelectuais e artistas de Cuba apelaram nesta sexta-feira aos seus colegas norte-americanos para que "difundam a verdade'' sobre cinco cubanos condenados por espionagem nos Estados Unidos, depois que a Corte Suprema desse país se negou a revisar o caso.

"Apelamos novamente a vocês, estimados colegas, para solicitar-lhes que difundam a verdade sobre este caso por todas as vias que tenham a seu alcance'', diz uma carta ‘‘a intelectuais e artistas estadunidenses'', tornada pública pela União de Escritores e Artistas de Cuba (UNEAC).

O texto assinala que com a decisão da Corte Suprema sobre os cinco presos, condenados a draconianas penas e presos faz mais de dez anos, "se soma desse modo um novo capítulo à longa cadeia de arbitrariedades que por mais de uma década se privou de liberdade a Gerardo Hernández, René González, Ramón Labañino, Antonio Guerrero e Fernando González''.

Na ilha comunista, esses presos são considerados heróis. Cuba os reconhece como seus agentes, porém não para espionar os Estados Unidos, e sim para vigiar os grupos anti-castristas de Miami.

O etnólogo, poeta e novelista Miguel Barnet, presidente da UNEAC, disse, ao apresentar a carta, que está dirigida "ao nobre povo norte-americano'', a "muitos intelectuais proeminentes'' e a organizações não governamentais.

Disse estar seguro que personalidades como o ator Danny Glover, a romancista Alice Walker ou o escritor Gore Vidal, acolherão o chamamento cubano.

"São amigos que estão bastante sensibilizados e muito irritados com a decisão da Corte'', acrescentou.

Apelos similares foram emitidos pelo Parlamento, pela União de Jovens Comunistas, pelos Comitês de Defesa da Revolução e outras organizações.

(transcrito de SOLIDÁRIOS - www.convencao2009.blogspot.com)

Nenhum comentário:

Postar um comentário