quinta-feira, 12 de agosto de 2010

13/8 - Fidel 84 anos

FELIZ ANIVERSÁRIO COMANDANTE !!!

SP - Yoruba Andabo

As raízes africanas por trás dos “calientes” ritmos cubanos tão aplaudidos e amados na arte do Buena Vista Social Club serão mostradas pelo Yoruba Andabo em apresentação nesta quinta-feira, 12 de agosto de 2010 , às 21h, na Casa de Espetáculo Viva São Paulo .Local : Rua Fiandeiras, n° 966. Vila Olímpia São Paulo, SP

quarta-feira, 11 de agosto de 2010

RN - Ato político

Na noite desta quarta-feira (11), na Câmara Municipal do Natal, ocorre um ato político em memória aos 57 anos do assalto ao Quartel Moncada, em Cuba. A solenidade também comemora o Dia da Amizade Natal-Havana, criado em 1998 através de projeto de lei do então vereador Juliano Siqueira.

Na solenidade, marcada para as 19h na Câmara Municipal, estarão presentes representantes do Legislativo, Executivo, UFRN, OAB, CUT, CDHMP, DCE da UFRN, DCE da UNP, UMES e Fórum de Mulheres, que são as entidades que têm representantes na composição da comissão que organiza as comemorações do dia da Amizade Natal-Havana.

A entrada na solenidade é aberta ao público e o evento será transmitido ao vivo pela TV CÂMARA.

Brasil - Moção pelos Cinco

JSB lança moção pela libertação dos cinco heróis cubanos presos nos EUA


Moção da Juventude Socialista pela liberdade dos Cinco Heróis Cubanos.


A Juventude Socialista Brasileira - JSB vêm a público manifestar sua solidariedade aos cinco companheiros cubanos militantes da luta anti-terrorista que são mantidos como prisioneiros políticos em cadeias norte-americanas há 12 anos.

Nenhum crime foi cometido, apenas a “audácia” de agir como agentes do Estado cubano infiltrados em organizações terroristas anti-cubanas nos Estados Unidos para colher informações que pudessem evitar futuros atentados contra cidades Cubanas. É legítima uma ação de inteligência de um Estado nacional voltada para defender a vida de milhões de pessoas inocentes. Muito diferente disso é o que faz o Estado norte-americano em suas “guerras preventivas” “contra o terrorismo” que se traduziram em terrorismo de Estado e genocídio.

Gerardo Hernández, Antonio Guerrero, Fernando González, Ramón Labañino e René González são os nomes dos cinco “prisioneiros do império”, declarados em 2001, pela Assembléia Nacional do Poder Popular de Cuba, “Heróis da República de Cuba”.

Para nós, são também heróis da luta anti-capitalista e anti-imperialista, são cidadãos do mundo, militantes da causa socialista, e merecem nossa solidariedade e nossa luta.

Nos somamos ao povo cubano e à todos que defendem os direitos humanos na luta pela libertação imediata dos cinco!

solidariedade-a-cuba-maos

“Tenho apenas duas mãos, e o sentimento do mundo”

Carlos Drummond de Andrade

Natal-RN, junho de 2010.

Juventude Socialista Brasileira

www.jsb40.com.br

domingo, 8 de agosto de 2010

MG - Yoruba Andabo

Grupo cubano Yoruba Andabo apresenta-se com sucesso no Brasil.


 


Quarta-feira, 4 de agosto de 2010.


 


Brasília, 4 ago (PL) Com teatro lotado e sucesso total apresentou-se em Belo Horizonte a companhia cubana de dança Yoruba Andabo, informaram hoje os organizadores do evento.



Promovido por Rosendo Díaz, juntamente com a Associação Cultural José Martí de Minas Gerais e a RPD Consultoria, o grupo dirigido por Geovani del Pino fez o público dançar na sua apresentação noturna no Teatro Joao Ceschiatti do Palácio das Artes de Belo Horizonte.

A heterogênea plateia do maior espaço cultural de Minas Gerais assistiu o espetáculo Rumba Viva em Havana, com obras escolhidas como O Congo, o Ciclo Yoruba e o chamado complexo da rumba com seus ritmos musicais tradicionais.

Os organizadores disseram a Prensa Latina, via Internet, que especialmente o yambú, o guaguancó e a columbia movimentaram os presentes, que não conseguiram ficar parados em seus assentos e invadiram os corredores e o palco para dançar esses ritmos.

Explicaram que Yoruba Andabo chegou em Belo Horizonte em 22 de julho passado para dar vários concertos e com o objetivo de participar no Segundo Congresso Internacional de Cultura e Religião Yoruba, que contou com a presença de mais de seis mil delegados de diversas nações.

A companhia cubana atuou no encerramento desse encontro em 25 de julho passado, assim como nas atividades promovidas pela Associação Cultural José Martí de Minas Gerais em homenagem ao 57° aniversário dos assaltos aos quarteis Moncada e Carlos Manuel de Céspedes, ocorridos em 26 de julho de 1953, em Cuba.

Na comemoração do Dia da Rebeldia Nacional Cubana, Yoruba Andabo se apresentou no Centro Cultural da Universidade Federal de Minas Gerais junto com outros grupos brasileiros como a Companhia Primitiva da Dança Negra, Mestre Conga, Maestro Pepe, Roda de Capoeira da Acesa.

A atual companhia teve sua origem no grupo artístico sindical Guaguancó Marítimo Portuario, criado em 1961 no Porto de Havana e na década de 1980 iniciaram suas apresentações profissionais como Yoruba Andabo.

Desde então, o grupo fez concertos no Canadá, Estados Unidos, Costa Rica, Panamá, Colômbia, México, Espanha, Suiça, França e Reino Unido e gravou mais de vinte discos. Em 1992, o CD "El callejón de los rumberos" obteve o prêmio Juno, no Canadá, o equivalente ao Grammy estadunidense.

Em 2001, Yoruba Andabo conquistou um Grammy compartilhado e conta com indicações como a da Academia de Música de Espanha (2006) e ao Grammy Latino (2003 e 2006).

 


Fonte: Prensa Latina

quarta-feira, 4 de agosto de 2010

Vitória !!!

A pressão dos povos conseguiu tirar o heroi cubano Gerardo Hernández da cela nazista nos EUA.



Na manhã de 3 de agosto, o Heroi da República de Cuba, Gerardo Hernández Nordelo, ligou para sua esposa, Adriana Pérez O’Connor e informou que na tarde de 2 de agosto o haviam transferido da cela de castigo onde se encontrava desde 21 de julho passado para a área habitual onde cumpre sua injusta pena.


O Departamento de Estado, na tarde de segunda-feira, havia informado às autoridades cubanas sobre esta mudança. Adriana, na conversa, o encontrou com bom estado de ânimo e moral elevada.


Em nome do povo cubano agradecemos as demonstrações de apoio e solidariedade demonstradas por diversas organizações e pessoas de boa vontade que exigiram o fim deste cruel e desumano tratamento.


Seguiremos na luta até que se faça justiça e os Cinco regressem a sua Pátria.


(Veja o vídeo em espanhol aqui)


Fonte: Instituto Cubano de Amizade com os Povos (www.icap.cu)

Gerardo saiu do ¨hueco¨

O antiterrorista Gerardo Hernández, um dos cinco herois cubanos presos nos Estados Unidos, foi libertado da cela do isolamento, nesta terça-feira (3), se reintegrando à população carcerária. Apesar de estar doente e de não ter cometido nenhum ato que justificasse a punição, ele estava na cela de castigo desde 21 de julho. A transferência desta terça ocorreu após uma intensa campanha de seus advogados e de milhares de apoiadores em todo o mundo.

De acordo com uma nota informativa, Gerardo se comunicou, por telefone, com a sua esposa Adrana Pérez, a quem avisou, nesta quarta-feira, que havia voltado à área comum da prisão na véspera. O documento assegura que o Departamento de Estado havia informado às autoridades cubanas sobre o fato ainda na tarde de ontem.

Adriana Pérez comunicou que, na conversa, encontrou o marido com "bom estado de ânimo e moral elevado". "Em nome do povo cubano, agradecemos as mostras de apoio e solidariedade demonstradas por diversas organizações e pessoas de boa vontade, que reivindicaram o fim desse cruel e desumano tratamento. Seguiremos a luta até que se faça justiça e que os conco regressem à Pátria", expressa o texto.

Nos últimos dias, as autoridades da ilha denunciaram que Hernández, reconhecido como "Herói da República de Cuba", assim como seus quatro companheiros presos nos EUA, tinha sido confinado, sem motivos, em uma cela de castigo e tinha problemas de saúde. No domingo passado, a Assembleia Nacional do Poder Popular (Parlamento) aprovou uma declaração de protesto no qual requisitou que a situação em que se encontrava Hernández, preso nos EUA há doze anos, devia "cessar imediatamente".

Hernández, de 45 anos, foi detido junto a René González, Antonio Guerrero, Fernando González e Ramón Labañino em 1998, no estado americano da Flórida, e um tribunal federal de Miami os declarou culpados de conspirar contra a segurança nacional norte-americana, embora seu único crime tenha sido se infiltrar entre os terroristas anticubanos de Miami, para desbaratar planos contra a ilha, sem representar ameça alguma à segurança dos EUA.

Leonard Weinglass, um dos advogados de Gerardo, havia visitado o cubano no final de semana, acompanhado do seu colega Peter Schey. Descreveu, na manhã de segunda-feira (2), para Gloria La Riva, do Comitê Nacional pela Libertação dos 5 Cubanos, as condições crueis e extremas em que Gerardo havia sido colocado.

"Gerardo mantém um espírito elevado, porém está realmente sofrendo muito. Numa temperatura de mais de 37°, o ar estava tão sufocante que Gerardo estava deitado no chão aspirando o ar da fresta da porta. Não podia tomar o remédio para a pressão que o médico havia prescrito (...). Não podia tomar uma ducha porque a água estava escaldante. Haviam-lhe dado lençois tão sujos que não lhe restou alternativa que não lavá-los na água da privada."

Weinglass ressaltou que "entregamos uma carta de cinco páginas à direção da prisão contendo todas as irregularidades cometidas ao colocá-lo na solitária. A carta sublinhou pontualmente o regulamento da prisão que eles próprios violaram."

A saída de Gerardo da solitária é fruto de grande pressão dos advogados e do movimento de solidariedade nacional e internacional com os Cinco Cubanos.

Fonte: www.vermelho.org.br

segunda-feira, 2 de agosto de 2010

Do ICAP para todos da Solidariedade

Apelo urgente aos amigos do Movimento de Solidariedade com Cuba sobre a situação de Gerardo Hernandez.



Havana, 1º de agosto de 2010
"Ano 52 da Revolução¨


Queridos amigos e amigas,

Estou escrevendo para vocês com o desejo de buscar a sua atenção e apoio para uma situação grave que ocorre com um dos nossos cinco compatriotas presos injustamente nos EUA por combater o terrorismo, há 12 anos.

Hoje acabamos de aprovar, na sessão plenária da Assembleia Nacional do Poder Popular uma declaração de protesto, que pode ser encontrada em todos os sites da imprensa cubana e em nosso blog "Sempre com Cuba", que explica a situação Gerardo Hernandez.

É vital que todos e todas multipliquemos os esforços para levar esta mensagem para os EUA, o seu Presidente, o Congresso, o Departamento Federal de Prisões e todos aqueles que possam chamar a atenção sobre o que está acontecendo. 

O Comandante-em-Chefe tem reiteradamente denunciado a situação dos Cinco, em particular a de Gerardo, explicou que estamos assistindo a um ato de tortura que devemos dar a conhecer, é preciso intensificar as ações para que Obama os libertem.

Estamos pedindo para você empreender esforços no sentido de lhes assegurar que Gerardo seja devolvido à população prisional, seja objeto de uma atenção médica urgente, que possa continuar a preparar-se para o processo de recurso e de receber visitas de sua esposa Adriana Pérez O'Connor.

Agradecemos a todos a reação imediata desde que o Companheiro Alarcón denunciou esta situação e peço-lhes para que se juntem a redes sociais abertas, especialmente no Facebook e Twitter, para que o mundo saiba desta injustiça. Não devemos descansar até que os Cinco estejam livres, todos, de uma vez, agora. 

Um abraço solidário,

Kenia Serrano Puig

Presidenta

Instituto Cubano de Amizade com os Povos

Endereços e telefones nos EUA:









Departamento de Estado de Estados Unidos

Secretaria de Estado Hillary Clinton
2201 C Street, NW
Washington, DC 20520

Número de Telefone: 1-202-647-4000

Número de Fax: 1-202-647-2283




Bureau Federal de Prisiones

Director Harley G. Lappin
320 First St., NW,
Washington, DC 20534

Número de Telefone 202-307-3198.

Correio eletrônico info@bop.gov









Presidente Barack Obama

White House

1600 Pennsylvania Ave, NW

Washington, DC 20500

Número de Telefone 202-456-1111

Número de Fax 202-456-2461.


 

 

 

 










Departamento de Justicia de Estados Unidos

Fiscal General Eric Holder  

U.S. Department of Justice

950 Pennsylvania Avenue, NW

Washington, DC 20530-0001

Número de Teléfone 202-514-2000

Linha de comentários - 202-353-1555

Correio eletrônico AskDOJ@usdoj.gov

.

.

Mais informações:


 

 

 



 

 

 

 

Sobre a saúde de Gerardo

Presidente do Parlamento cubano responsabiliza EUA por saúde de Gerardo Hernandez


 


A saúde de Gerardo Hernandez, cubano preso em Victorville, Califórnia, não está nada boa. Na quarta-feira, dia 28, o presidente da Assembleia Nacional do Poder Popular de Cuba, Ricardo Alarcón, responsabilizou o governo estadunidense pelas condições de saúde do antiterrorista. Hernandez é um dos Cinco cubanos presos acusados de violar as leis federais estadunidenses e espionar o país norte-americano.


De acordo com Alarcón, a saúde de Hernández corre perigo na prisão estadunidense. Apesar da solicitação de atenção médica vir desde abril passado, o prisioneiro foi atendido apenas em dia 20 de julho. O presidente da Assembleia afirma que o antiterrorista apresenta, aparentemente, problemas com uma bactéria que circulava entre os presos. Entretanto, ainda não se pode precisar o estado do cubano, já que não realizaram exames médicos.


Além de passar mais de três meses sem assistência médica, o prisioneiro foi levado a uma cela de dois metros de comprimento por um metro de largura sem ter cometido indisciplina. A cela é pequena e quente. Segundo o titular do Parlamento cubano, a temperatura do local supera os 35°C e a ventilação se dá apenas por um pequeno orifício no alto da parede do local, o qual ainda é dividido com outro preso.


Ademais da falta de assistência na área da saúde e de castigos, Hernandez ainda enfrenta a falta de comunicação com seus advogados justamente no momento dos trâmites dos recursos de apelação. “Gerardo [Hernández] deveria estar trabalhando com seus advogados na fundamentação do habeas corpus. Isso o governo estadunidense sabe e, neste momento, ele está sem comunicação com seus advogados, sem receber correspondência, completamente isolado e, além disso, enfermo, com riscos para sua integridade física”, destacou o presidente da Assembleia cubana.


Os Cinco


Gerardo Hernandez forma, juntamente com René González, Fernando González, Antônio Guerrero e Ramon Labañino, “os Cinco”. O grupo foi preso em 1998, nos Estados Unidos, acusado de transgredir as leis federais estadunidenses e de espionar o país. Mesmo sem acusações concretas por parte dos juízes e com inúmeras campanhas internacionais para libertá-los, os Cinco cubanos continuam nas prisões dos Estados Unidos até os dias de hoje.


por Karol Assunção.


Fonte: Adital