sábado, 18 de setembro de 2010

Sobre os CINCO

 Libertar os Cinco faria justiça também ao povo norte-americano
● Sean Penn e Benicio del Toro exigem fim da injusta prisão.

 Com a certeza de que o presidente dos Estados Unidos faria uma contribuição a respeito dos ideais de justiça de seus próprios concidadãos se decidisse, como está em suas mãos, libertar os Cinco lutadores antiterroristas cubanos, os laureados e populares atores, Sean Penn e Benicio del Toro expressaram na quinta-feira, dia 16, seu respaldo a uma iniciativa de seus colegas norte-americanos que exige pôr fim à injusta prisão de Gerardo, Antonio, Ramón, Fernando e René.

Pedro de la Hoz

 



A inocência dos Cinco e sua longa e arbitrária permanência em cárceres norte-americanos motivaram o respaldo de Penn, ganhador de dois prêmios Oscar por Mystic River (2003) e Milk (2009), o porto-riquenho Del Toro, merecedor dessa mesma estatueta em 2000 por Traffic e do Goya ao Melhor Ator em 2009 por sua personificação do comandante Ernesto Guevara em Che, o argentino, e o mexicano Demián Bichir, que nessa mesma saga fílmica interpretou Fidel Castro.

Também somaram suas assinaturas ao reclamo dirigido ao presidente Barack Obama o notável dramaturgo e lutador antifascista espanhol Alfonso Sastre; o sociólogo estadunidense Immanuel Wallerstein; o escritor e sacerdote brasileiro Frei Betto; o poeta peruano Hildebrando Pérez, Prêmio Casa das Américas; e o cineasta argentino Tristán Bauer.

Entre as recentes adições se contam, também, as do trovador paraguaio Ricardo Flecha e o cantor e compositor colombiano Juanes, que dessa maneira se unem a músicos como o célebre cantor de música folk Pete Seeger, a multipremiada Bonnie Rait, estrela da música country, e o britânico Graham Nash, que integrou a mítica banda Crosby, Stills & Nash.

Fonte: http://www.granma.cu/portugues/mais-informacoes/17-septiembre-libertar.html

Nenhum comentário:

Postar um comentário