sábado, 11 de junho de 2011

RN - 2ª Convenção Estadual

ACJM/RN realiza a 2ª Convenção Estadual de Solidariedade com Cuba

Com a presença de cerca de 40 delegados representantes de diferentes partidos políticos e organizações sociais amigas do povo cubano, a Associação Cultural José Martí/Casa de Amizade Brasil–Cuba do Rio Grande do Norte (ACJM/RN) realizou na sexta-feira, dia 10 de junho, no Instituto Federal do Rio Grande do Norte (IFRN), sua 2ª Convenção Estadual de Solidariedade com Cuba.

A convenção do movimento de solidariedade com Cuba no Rio Grande do Norte iniciou-se com as palavras do presidente da ACJM/RN Olavo Queiroz, que agradeceu aos presentes o esforço realizado para cumprir as tarefas propostas para o biênio 2010/11, assim como a necessidade de fortalecer ainda mais o movimento no Nordeste do País.

O evento contou com a presença do companheiro Fabio Simeón Gonzalez, funcionário do Instituto Cubano de Amizade com os Povos. Fabio está cumprindo intenso roteiro de visitas por vários estados brasileiros e se encerrará com a celebração da 19ª Convenção Nacional de Solidariedade com Cuba, que será realizada na cidade de São Paulo, entre os dias 23 e 25 de junho, no Memorial da América Latina.

O funcionário cubano abordou temas como o surgimento do movimento de solidariedade; o marco dos 50 anos da vitória em Playa Girón; a proclamação do caráter socialista da Revolução Cubana; o 25º aniversário do restabelecimento das relações diplomáticas entre Brasil e Cuba, irmanados com maior intensidade desde o triunfo da Revolução em 1º de janeiro de 1959, além de expor aspectos sobre a realidade atual de Cuba, particularmente sobre a aprovação das novas diretrizes que estão sendo aplicadas para garantir uma eficaz política econômica, com verdadeiro sentido do momento histórico, e fazendo as mudanças necessárias que assegurem no futuro maior eficiência e produtividade.

A injusta prisão dos Cinco Heróis Cubanos em cadeias estadunidenses, o apoio das entidades brasileiras de solidariedade com Cuba e o criminoso bloqueio econômico dos EUA contra a Ilha durante mais de 50 anos também foram temas abordados e discutidos pelos delegados.

No evento, fundadores e colaboradores nordestinos do Movimento de Solidariedade com Cuba, ratificando seu incondicional apoio à Revolução Cubana, trouxeram seus testemunhos aos mais jovens sobre a maneira que se fazia solidariedade a Cuba em décadas passadas, principalmente durante a ditadura militar, em que o movimento atuava clandestinamente.

Em seu pronunciamento, Antonio Capistrano, ex-reitor da Universidade Estadual do Rio Grande do Norte, apontou caminhos que, com toda sua experiência, podem impulsionar as novas tarefas que assumem hoje o movimento de solidariedade.

Um especial momento de reflexão esteve a cargo do ex-vereador Juliano Siqueira, que em seu mandato apresentou e aprovou a lei que consagra Natal e Havana como cidades-irmãs.

Esteve na convenção como convidado especial o companheiro Mery Medeiros, presidente da Associação dos Anistiados e Ex-Presos Políticos do Rio Grande do Norte.

No final, os delegados fizeram uma pauta de assuntos discutidos na convenção da ACJM/RN para que seja encaminhada à delegação que participará da 19ª Convenção Nacional de Solidariedade com Cuba, em São Paulo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário