quarta-feira, 1 de fevereiro de 2012

Dilma defende parceria estratégica e duradoura entre Brasil e Cuba

Via Blog do Planalto


A presidenta Dilma Rousseff desembarcou no Aeroporto Internacional José Martí, de Havana, na segunda-feira, dia 30, para sua primeira visita oficial à Cuba na condição de chefe de Estado. Segundo o Ministério das Relações Exteriores brasileiro, a visita contribuirá para aprofundar o crescente diálogo e cooperação no relacionamento bilateral, com ênfase na agenda econômica, que experimentou crescimento importante e grande diversificação nos últimos anos. O comércio bilateral entre Brasil e Cuba registrou valor recorde em 2011, totalizando US$642 milhões (31% a mais que 2010). Fazem parte da comitiva presidencial os ministros Antônio Patriota (Relações Exteriores), Fernando Pimentel (Desenvolvimento), Alexandre Padilha (Saúde) e assessor de assuntos internacionais, Marco Aurélio Garcia.


A presidenta Dilma Rousseff defendeu na terça-feira, dia 31, uma parceria “estratégica e duradoura” para acelerar o desenvolvimento cubano. Em entrevista coletiva após visita ao Memorial de José Martí, na Praça da Revolução, a presidenta citou os investimentos brasileiros no Porto de Mariel e o financiamento da produção por meio do Programa Mais Alimentos.


Além da cooperação econômica, a presidenta Dilma falou ainda sobre direitos humanos, tema que, segundo ela, deve ser discutido dentro de uma “perspectiva multilateral”.


“Não é possível fazer da política de direitos humanos só uma arma de combate político-ideológico. O mundo precisa se convencer de que é algo que todos os países do mundo têm de se responsabilizar, inclusive o nosso. Quem atira a primeira pedra tem telhado de vidro. Nós, no Brasil, temos os nossos. Então, eu concordo em falar de direitos humanos dentro de uma perspectiva multilateral. Acho que esse é um compromisso de todos os povos civilizados. Há, necessariamente, muitos aspectos a serem considerados. De fato, é algo que nós temos de melhorar no mundo, de maneira geral. Nós não podemos achar que direitos humanos são uma pedra que você joga só de um lado para o outro. Ela serve para nós também.”


Agenda


A presidenta Dilma Rousseff participou de cerimônia de oferenda floral ao monumento de José Martí na Praça da Revolução. Após visita ao Memorial, ocorreu a cerimônia oficial de boas-vindas. Logo após, Dilma se reuniu com o presidente de Cuba, Raul Castro, onde foram assinadas várias parcerias entre Brasil e Cuba para aprofundar a cooperação bilateral nas áreas técnica, científica e tecnológica, sobretudo nas áreas de agricultura, segurança alimentar, saúde e produção de medicamentos.


O presidente Raul Castro ofereceu almoço em homenagem à presidenta Dilma no Salão de Protocolo de Cubanacán e, em seguida, visitaram as obras do Porto de Mariel executadas por empresa brasileira. Trata-se de projeto estratégico para o aumento do intercâmbio comercial de Cuba. Cerca de 80% do montante necessário à ampliação conta com financiamento brasileiro, no valor total de US$683 milhões.

Nenhum comentário:

Postar um comentário