domingo, 5 de fevereiro de 2017

RN ESTARÁ NA XXVI FEIRA DO LIVRO EM HAVANA

MARCO HISTÓRICO SERÁ O LANÇAMENTO, EM NATAL E EM CUBA, DE UMA COLETÂNEA COMPOSTA POR 49 AUTORES POTIGUARES

























Um feito histórico para a literatura potiguar acontecerá nas próximas semanas. Aliás, dois. Após verdadeira saga, uma comitiva de autores norte-rio-grandenses conseguiu viabilizar participação na Feira Internacional do Livro de Havana, que acontece na ex-Ilha do comandante Fidel. Nada de embargos, mas intercâmbio literário entre a capital cubana e Natal.

E não bastasse, será lançada na próxima terça-feira, dia 7 de fevereiro às 19 horas, no TCP (Teatro de Cultura Popular Chico Daniel), uma coletânea homogênea e volumosa com uma expressiva representação de 49 autores potiguares, de gêneros e épocas distintas. Este mesmo livro ficará exposto também ao cubano e aos milhões de visitantes da feira internacional.
Acredito que são dois feitos inéditos para nossas letras. O Papo Cultura conversou com o escritor Aluísio Azevedo Junior para pegar detalhes das duas novidades:

E COMO CONSEGUIRAM?

Trata-se de uma participação inédita da Literatura Potiguar nessa Feira Internacional, que se realiza anualmente. Com muita vontade, persistência, e alguma dose de sorte, conseguimos viabilizar nossa participação. Foram dezenas de contatos com instituições cubanas. Universidade de Havana, Câmara Cubana do Livro, Governo Cubano. Começamos em março de 2016. Basicamente, três escritores: eu, Damião Gomes e Marcos Campos. No segundo semestre, ganhamos um aliado importante: o Fórum Potiguar do Livro e da Leitura (FLEB), que passou a agregar novas colaborações. Olavo Queiroz, da Casa de Amizade Brasil/Cuba, foi o responsável pela abertura de contatos e portas. Seguiram-se o Consulado de Cuba, em Salvador; a Frente do Livro e da Leitura no Senado (senadora Fátima Bezerra) que envolveu a Embaixada de Cuba, em Brasília. Por fim, agregou-se a Embaixada Brasileira em Cuba, que nos forneceu o stand de 25 m2, com toda a estrutura. Assim, passamos a representar o Brasil na feira. Uma longa história. Instituições locais, como o SEBRAE-RN e a Fundação José Augusto estão apoiando a iniciativa.

COMITIVA

Os escritores e artistas que comporão a comitiva potiguar e brasileira são: Aluísio Azevedo Júnior, ficcionista; Antônio Ronaldo, músico e poeta; Damião Gomes da Silva, ficcionista; David de Medeiros Leite, escritor e poeta; José Martins, escritor e poeta; Marcos Campos, escritor e poeta; Crispiniano Neto, jornalista, poeta, ativista cultural; Marcos Cavalcanti, poeta; e Carlos Zens, músico e poeta.

O EVENTO

A Feira mobiliza atenções da capital cubana e atrai uma pluralidade de moradores e turistas. Verdadeira multidão de visitantes acessa diariamente a Fortaleza de San Carlos de La Cabaña, sede principal. Neste ano, homenageará especialmente o Canadá, como país convidado. Reúne a diversidade da população da Ilha. São previstos mais de 800 lançamentos editoriais e a circulação de 5 milhões de exemplares na Fortaleza.

PROVEITO PARA NOSOTROS?

Com certeza, um legado significativo. Seremos acolhidos pela Universidade de Havana, em visita especial. Está programado um intercâmbio com a La Unión de Escritores y Artistas de Cuba (UNEAC). Visitaremos oficialmente a Biblioteca Nacional José Martí, onde depositaremos livros de escritores natalenses, doados para esta finalidade específica. Percebemos que há expectativa do outro lado. Os cubanos pedem informações. Querem saber se poetas cordelistas comporão a comitiva. Vamos, com certeza, documentar tudo. Abriremos canais de interação. Em suma, esperamos marcar a história literária potiguar com essa empreitada de voluntários abnegados. Quase loucos, no princípio; mas realizadores, enfim.

A COLETÂNEA

Com a parceria da editora natalense CJA Edições, do SEBRAE-RN e da Gráfica Offset, produzimos uma coletânea especial de escritores potiguares, que será lançada nesta terça (7), às 19 horas, no teatro TCP da Fundação José Augusto. O livro contempla 49 escritores, com o título “LITERATURA BRASILIS – Colección Potiguar”; textos bilíngues, em espanhol/português.

GÊNEROS CONTEMPLADOS

Trata-se de uma seleção, em prosa e poesia, que expressa simbolicamente a produção literária do Rio Grande do Norte, desde os escritores precursores aos contemporâneos. São 46 poemas e 07 contos.

AUTORES

A coletânea envolve autores clássicos como Zila Mamede, José Bezerra Gomes, e Newton Navarro. Da produção contemporânea, foram contempladas as figuras referenciais de Diógenes da Cunha Lima, Tarcísio Gurgel, Dorian Gray, Jarbas Martins, Diva Cunha. Poetisas de valiosa produção se fazem presentes. Destaquemos Salizete Freire, Marize Castro, Carmen Vasconcelos, Anchella Monte, Iracema Macedo, Jeanne Araújo, Diulinda Garcia, Leocy Saraiva e Maria Maria Gomes. Jovens escritores também foram lembrados. Gonzaga Neto, Ada Lima e Regina Azevedo demonstram o vigor de seus versos. Uma grande mescla de tradição com jovialidade. João Andrade, Cefas Carvalho e Ruben G Nunes são exemplos de premiadíssimos escritores pertencentes a gerações distintas. Numa reverência à poesia concreta e ao poema processo, Horácio Paiva, Anchieta Fernandes, Marcos Campos. Acrescentemos a prosa qualificada de Osair Vasconcelos, Damião Gomes, Júnior Dalberto, Márcio Benjamin e Ângelo Girotto. Muitos atributos identificam este trabalho editorial. Não esqueçamos de citar, ainda, homenagem à romanceira Militana, em versos de Rosa Régis. A poesia relevante de Marcos Cavalcanti, José de Castro, Anchieta Rolin, Marcos Medeiros, José Acaci e Aluísio Azevedo. Poemas musicais de Carlos Zens, José Martins e Antônio Ronaldo. Conjunto harmonioso e irresistível. Um convite à boa leitura.

PROJETO GRÁFICO

A coletânea, de 164 páginas, será apresentada em dois formatos: uma edição de luxo, capa dura, e numeração de série exclusiva, destinada aos autores e aos colecionadores; e outra versão comercial. Ambas as versões serão lançadas no mesmo dia. Trata-se de um verdadeiro marco para a nossa Literatura. Registro da participação brasileira e potiguar na Feira Internacional de Havana. Enfim, uma memorável homenagem à CULTURA POTIGUAR, NORDESTINA E BRASILEIRA. Feita com argamassa de palavras; por fingidores, artesãos, inventores de tudo aquilo que denominamos Arte e Literatura.

Retirado de PAPO CULTURA

Links:

Nenhum comentário:

Postar um comentário